Oftalmologista Paulo Saunders
Especialista alerta sobre os perigos do descolamento de retina
01/10/2021
Exibir tudo

O que é a ceratocone?

ermano-melo-oftalmologista-foto-gleyson-ramos

Especialista explica as causas e características da doença ocular que afeta 150 mil pessoas todo ano. 

Segundo o Ministério da Saúde, cerca de 150 mil pessoas por ano são afetadas pela ceratocone no Brasil. A doença afeta a córnea, causando uma curvatura irregular onde a espessura da córnea vai diminuindo e ficando pontiaguda, semelhante ao formato de um cone. As principais  características da doença são a instabilidade do grau ocular e a diminuição da percepção de objetos e formas, além de comprometer a acuidade visual, que é a aptidão do olho para distinguir e perceber detalhes visuais. 

Os mais afetados são os pacientes com quadros de rinite, dermatite, sinusite entre outras alergias. O oftalmologista Ermano Melo, afirma que a doença é causada pelo somatório de fatores genéticos e pode ser agravada pelo hábito constante de esfregar os olhos que pode gerar um trauma crônico. “A córnea é feita de colágeno, e existem diversos tipos dele, que podem ser um pouco mais delicados ou  mais resistentes;  a combinação de um colágeno frágil com trauma mecânico, como coçar os olhos, pode gerar o ceratocone”, aponta.

O ceratocone geralmente se apresenta através de sintomas como a dificuldade de enxergar, até mesmo de óculos, sensibilidade à luz, e aberrações ópticas de difícil correção. Em casos mais graves, pode ocorrer a baixa acuidade visual severa e até a necessidade de um  transplante. Em muitos casos, a pessoa não percebe que possui a doença que nos estágios iniciais ocorre de forma discreta, apenas um médico oftalmologista pode dar o diagnóstico assertivo da doença para iniciar o tratamento rapidamente. O diagnóstico precoce e a prevenção são as melhores formas de combater a doença e evitar que se agrave. 

O tratamento da doença consiste em uma reabilitação visual, em casos leves, o uso de óculos pode contribuir para a melhora da visão do paciente. Na forma avançada do ceratocone, o indicado são lentes especiais para reabilitar a visão, além disso, para evitar o avanço da doença, existem tratamentos cirúrgicos como o crosslinking e o anel de ferrara,  para diminuir os efeitos da doença e melhorar a visão. O oftalmologista Ermano de Melo alerta para a importância da prevenção dessa doença; “O principal fator para prevenção da ceratocone, é evitar a evolução, e isso se faz controlando a alergia dos olhos, o hábito de coçar, e a consulta regular ao oftalmologista.”

 

Os comentários estão encerrados.