Celebrando Janete Costa: Casapronta promove homenagens à arquiteta pernambucana com série de eventos

Peças da coleção Inclusão produzidas pelo ceramista e pai atípico Cláudio Neves CRÉDITO - Instituto Dimitri Andrade
AUTISMO NA FENEARTE 2024
28/06/2024
Dra. Joseane Vaz e Dra. Taciana Abreu, sócias da CIEB Implantar Saúde - CRÉDITO HÉRCIO MORAES
Julho Laranja incentiva a ortodontia preventiva na infância
12/07/2024
Exibir tudo

Celebrando Janete Costa: Casapronta promove homenagens à arquiteta pernambucana com série de eventos

CONVITE_ CELEBRANDO JANETE COSTA na Casapronta

A empresária Doris David de Souza promove, durante o mês de julho, na sua Casapronta, uma celebração ao legado deixado pela arquiteta pernambucana Janete Costa (1932 – 2008). O evento de abertura das homenagens será no dia 10 de julho, às 17h30, com o lançamento de móveis criados por Janete Costa reeditados pela DonaFlor Mobília e um talk show mediado pela jornalista Patrícia Marinho, da revista SIM!, com dois discípulos de Janete, os arquitetos Maria do Loreto e Carlos Augusto Lira, que trabalharam anos com ela e mantiveram uma amizade até o final da vida.

Unindo design, cultura e inovação, a loja Casapronta se veste em homenagem à arquiteta. Além do lado designer de Janete, que vem com o mobiliário produzido pela DonaFlor, a partir do resgate de desenhos antigos da artista, em parceria com o diretor criativo Rodrigo Ambrosio e com a família de Janete – a arquiteta Cláudia Costa (em memória), a galerista Lúcia Costa, o arquiteto Mário Costa e a arquiteta Roberta Borsoi. As “Cores de Janete”, uma linha de tintas desenvolvida pela Sherwin Williams, vão dar tom ao ambiente da loja, que ganha intervenção dentro do showroom por Maria do Loreto e vitrine da fachada superior por Carlos Augusto, em homenagem à mestra.

“Fazer essa série de eventos é uma mistura de responsabilidade com felicidade, traz muito orgulho e uma grande realização. É uma honra receber as peças assinadas por Janete Costa e poder fazer essa homenagem. Até porque Janete é nossa, também é nosso papel manter essa memória viva para os arquitetos daqui e do Brasil e estou tendo a oportunidade de contribuir para a divulgação desse legado”, comemora a empresária Doris David de Souza, anfitriã do evento.

Ao longo do mês, sempre nos finais de tarde das quartas-feiras, novos bate-papos sobre Janete Costa vão acontecer na loja, com mediação de Patrícia Marinho e arquitetos convidados, gente que trabalhou com Janete Costa, como Turíbio Santos e Sandra Brandão. “Janete Costa era uma mulher sensorial, intuitiva, ela confiava muito nisso e usava a técnica como ferramenta. É essa abordagem que vamos conduzir nas conversas com os convidados”, revela a jornalista Patrícia Marinho.

Sobre a coleção Janete Costa

A DonaFlor Mobília produziu quatro itens de mobiliário feitos a partir de resgates das criações da arquiteta Janete Costa, onde pequenos ajustes foram efetuados com recursos que a criativa não tinha na época. A coleção, antes de mais nada, é um convite ao bem-estar e à leveza que traduz a alegria do ser brasileiro, e engloba peças como: a Poltrona Claudia, com estrutura em alumínio e revestimento em corda náutica; a Chaise Lúcia, também estruturada em alumínio e revestida em corda náutica; e o banco e mesa de centro Rio, ambos produzidos em madeira Cumaru.

Nas versões originais, os mobiliários eram produzidos em Junco, um material natural que traz leveza e um certo respiro aos ambientes em que é inserido. Para reeditar, a marca decidiu trabalhar com uma corda náutica de tramas mais abertas para que, assim, existisse uma similaridade de sensações.

Sobre Janete Costa

Mais de 3 mil projetos no currículo, prêmios e curadora de diversas exposições dentro e fora do Brasil. Isso é apenas uma parte do legado deixado pela arquiteta pernambucana Janete Costa (1932 – 2008). Com olhar apurado e sem preconceitos, jogou luz no artesanato brasileiro, colocando-o em pé de igualdade com obras de artistas reconhecidos. Sua obra foi muito influenciada pelo artesanato, inclusive os móveis e objetos que chegou a desenvolver para os seus projetos de interiores.

Em Pernambuco, Janete Costa é nome de galeria – situada no Parque Dona Lindu, no Recife – tem livros publicados sobre sua vida e sua arquitetura, e é homenageada todos os anos na maior feira de arte popular do país, a Fenearte – Feira Nacional de Negócios do Artesanato. Também recebeu importantes prêmios. Em 1969, Janete recebeu o prêmio anual do Instituto Brasileiro de Arquitetura (IAB) em nome de Pernambuco. Em 2006, recebeu a Medalha da Ordem do Mérito Guararapes, a mais alta comenda concedida pelo Governo do Estado de Pernambuco, além da Medalha João Ribeiro, concedida pela Academia Brasileira de Letras pelo seu destaque no âmbito cultural, em 14 de dezembro do mesmo ano. Em 2007 ela recebeu o prêmio “Mulheres mais influentes do Brasil”, quarta edição, na categoria Arquitetura e Decoração, entre outros reconhecimentos e exposições que marcaram a história de sua vida.

Os comentários estão encerrados.